Pular para o conteúdo
Insights > Digital e tecnologia

Bienvenido, Español Acrescentando o espanhol aos sites da empresa

2 minutos de leitura | Setembro de 2008

Em 2020, um em cada cinco residentes nos Estados Unidos será hispânico ou latino. Mas apesar do número crescente de lares americanos com falantes de espanhol, a maioria dos sites de atendimento ao cliente e marketing das empresas americanas continuam sendo apenas em inglês, Pete Blackshaw, vice-presidente executivo online da Nielsen, observa em sua última coluna Ad Age.

Essa falta de conteúdo online em espanhol deixou muitos hispânicos fora das discussões de consumo online, argumenta Blackshaw.

"Se você pesquisar o cenário dos sites de marca, mini-sites e páginas de marca no Facebook, você ficará impressionado com a surpreendente ausência ou marginalização (intencional ou não) do conteúdo em espanhol", escreve Blackshaw. "Pergunto-me por que, mesmo para marcas onde hispânicos e latinos dominam o comprador ou conjunto de compradores emergentes, o conteúdo em espanhol é tão escasso ou mesmo inexistente".

Anunciar e possibilitar feedback em espanhol - e eventualmente, em outros idiomas - são duas formas imediatas que as empresas podem trazer os consumidores de língua espanhola para o seu rebanho online, de acordo com o Blackshaw. 

Esse conselho é pragmático, mas o verdadeiro objetivo, de acordo com Blackshaw, é muito maior.

"O mais importante é que dignifiquemos todos os consumidores com os quais temos uma oportunidade de lealdade ou de defesa", escreve ele. "Não estamos nem perto, mas o potencial é enorme - não, gigante".

Leia a parte de setembro da coluna regular de Pete Blackshaw da Ad Age.

Continuar navegando pelos mesmos tópicos