Pular para o conteúdo
Insights > Mídia

O Relatório de Audiência Total da Nielsen: Q4 2016

1 minuto lido | Abril 2017

As manchetes das notícias não pararam durante todo o ano de 2016. A enchente implacável de histórias incluiu não apenas as eleições presidenciais, mas também a Síria, refugiados, Brexit, Zika, ataques terroristas, mortes de celebridades e relações tensas entre a polícia e as comunidades.

Os americanos responderam observando, ouvindo e lendo mais notícias - muito mais notícias. Nossa contagem de aumento de uso em TV, rádio e fontes digitais nacionais e locais mostra um aumento de 11,3 bilhões de minutos de consumo de notícias por semana em 2016, em comparação com 2015.

Nesta edição do Relatório Nielsen sobre a Audiência Total, examinamos este aumento fenomenal das notícias. Analisamos quais fontes mostraram o maior aumento, se os aumentos foram devidos a um aumento dos consumidores (alcance) ou a mais tempo gasto com notícias por pessoa. Mostramos o perfil desses consumidores de notícias por idade e raça/etnia. Analisamos o consumo de notícias em 2016 em comparação com 2012, o último ano de eleições presidenciais americanas.

Consumo de notícias entre adultos 18+

Adultos com mais de 18 anos passaram mais de 72,5 bilhões de minutos consumindo notícias na semana média em 2016. Este é um aumento de 18% em relação ao ano anterior, com a maior parte do aumento vindo das redes nacionais de notícias a cabo.

Usando nossa metodologia de painel para TV nacional, TV local nos mercados LPM, rádio nos mercados PPM e digital, podemos analisar as notícias do consumidor e como o uso varia de acordo com a fonte e a demografia.

Usando nossa metodologia de painel para TV, rádio e digital, podemos analisar o perfil e o comportamento das mães trabalhadoras e das mães que ficam em casa.

Continuar navegando pelos mesmos tópicos