Pular para o conteúdo
Insights > Mídia

Os Millennials são os mais confiantes quando se trata de publicidade

4 minutos de leitura | Outubro 2015

Seja assistindo TV, verificando e-mails, ou folheando uma revista, parece que em todos os lugares que procuramos há uma oportunidade para os anunciantes se conectarem conosco, ganhar nossa confiança e entregar sua mensagem. A proliferação da mídia atenuou a ressonância de sua mensagem? Uma recente pesquisa global da Nielsen constatou que os níveis de confiança na publicidade têm se mantido bastante consistentes nos formatos ganhos, próprios e pagos nos últimos dois anos. Além disso, entre os entrevistados globais, os níveis de ação auto-relatados como resultado da publicidade realmente excederam os níveis de confiança para 14 dos 19 formatos de publicidade analisados, sugerindo que a confiança nem sempre é um pré-requisito para a compra.  

Analisando mais profundamente, como a idade e o local onde vivemos afeta nossos níveis de confiança e vontade de agir? Não da forma que você poderia esperar.

Millennials (21-34 anos de idade), que chegaram à idade adulta com a Internet, têm os mais altos níveis de confiança nos formatos on-line e móveis, seguidos de perto pela Geração X (35-49 anos de idade). Embora isso possa não ser uma surpresa, não é apenas nos formatos de publicidade online e móvel que os Millennials excedem a média. Eles também mostram os mais altos níveis de confiança em 18 dos 19 formatos/canais de publicidade, incluindo TV, jornais e revistas, e são também os mais dispostos a tomar medidas em 16 dos 19 formatos.

"Os Millennials consomem a mídia de forma diferente dos seus homólogos mais antigos, exercendo maior controle sobre quando e onde eles observam, ouvem e lêem o conteúdo - e em qual dispositivo", disse Randall Beard, presidente da Nielsen Expanded Verticals. "Mas mesmo se eles confiam menos nos canais tradicionais, sua confiança e vontade de agir nestes formatos continua elevada. Embora uma abordagem integrada e multicanal seja melhor em todas as gerações, ela carrega ainda mais importância quando se chega a Millennials".

Os níveis de confiança e ação são mais altos nas regiões em desenvolvimento

Mudando o foco para respostas em todo o mundo, os níveis de confiança para cada tipo de formato de publicidade analisado são os mais altos em mercados em desenvolvimento. A América Latina lidera o caminho, demonstrando os mais altos níveis de confiança para 10 dos 19 formatos de publicidade, com muitos deles representando formatos tradicionais. A África/Médio Oriente mostra os mais altos níveis reportados para sete dos 19 formatos, com estes representando uma mistura de formatos online e offline. Finalmente, a Ásia-Pacífico reporta os mais altos níveis de confiança para três formatos, incluindo tanto anúncios em dispositivos móveis quanto em anúncios de texto móvel. Os respondentes nestas regiões também foram mais propensos a dizer que tomam medidas sobre os formatos de publicidade pelo menos em parte do tempo.

Os entrevistados europeus são os mais céticos em relação à publicidade, com os menores níveis de confiança relatados para todos os 19 formatos. Eles também são menos propensos a dizer que tomam medidas em quase todos (18 de 19) os formatos de publicidade.

Na América do Norte, os resultados são mistos. Enquanto os respondentes na região relatam níveis de confiança abaixo da média global para nove dos 19 formatos de publicidade - incluindo, principalmente, websites de marca - eles realmente excedem a média global para quase tantos canais (oito de 19). E esta é a única região onde a confiança é consistentemente (e consideravelmente) maior do que a ação auto-relatada.

Outras conclusões do relatório incluem:

  • Os níveis de ação auto-relatados excedem os níveis de confiança em mais de dois dígitos para anúncios veiculados em resultados de mecanismos de busca, anúncios em redes sociais e revistas.
  • Mais de oito em dez entrevistados globais (83%) dizem confiar total ou parcialmente nas recomendações de amigos e familiares, enquanto dois terços (66%) dizem confiar nas opiniões dos consumidores postadas on-line.
  • Os anúncios humorísticos ressoam mais fortemente nos mercados ocidentais; os anúncios com temas de saúde são mais bem classificados na América Latina; e os anúncios que retratam situações da vida real são mais atraentes na Ásia-Pacífico e na África/Oriente Médio.
  • Os temas de publicidade de alta energia/ação ressoam mais com os respondentes mais jovens, enquanto os anúncios centrados em animais de estimação/animais ressoam mais com os respondentes mais velhos.

Para mais detalhes e insights, baixe o Relatório Global Trust in Advertising da Nielsen.

Sobre a pesquisa global da Nielsen

A Nielsen Global Trust in Advertising Survey foi realizada entre 23 de fevereiro e 13 de março de 2015, e pesquisou mais de 30.000 consumidores em 60 países da Ásia-Pacífico, Europa, América Latina, Oriente Médio, África e América do Norte. A amostra tem cotas baseadas em idade e sexo para cada país com base em seus usuários de Internet e é ponderada para ser representativa dos consumidores de Internet. Tem uma margem de erro de ±0,6%. Esta pesquisa da Nielsen se baseia apenas no comportamento dos respondentes com acesso on-line. As taxas de penetração da Internet variam de acordo com o país. A Nielsen utiliza um padrão mínimo de 60% de penetração na Internet ou uma população on-line de 10 milhões para inclusão na pesquisa. A Pesquisa Global Nielsen, que inclui o Índice Global de Confiança do Consumidor, foi estabelecida em 2005.

Continuar navegando pelos mesmos tópicos